Guias

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Mulheres ciclistas merecem respeito!

As mulheres que utilizam a bicicleta para o lazer ou trabalho estão sendo assediadas diariamente sob galanteios ridículos e grosseiros. A falta de respeito à mulher está além de nossas fronteiras, é verdade, mas exige que nossas autoridades de trânsito recebam instruções quanto à fiscalização também da cidadania. Já presenciei várias ciclistas que a caminho do trabalho em suas bicicletas são alvo de piadas macabras e descabidas. Os níveis de respeito e cortesia dirigidos às nossas cidadãs brasileiras em meio ao trânsito são cada vez mais vergonhosos. Em meio a essa situação, as mulheres que preferem seus automóveis alegam maior privacidade e isso tem suas razões sim nesse país machista e de indivíduos mal formados para a sociedade. Hoje, as mulheres estão sob olhares de rapina ou desdém, e somente as manifestações de reprovação pública e repressão da violência contra elas é que poderão transformar esse quadro. A admiração e elogio da beleza feminina precisam ser encarados como um direito que nós, homens, temos de observação, mas de modo particular e de discrição. A agressividade que muitas vezes encontro é relevante para desestimular a participação de mais mulheres no uso de bicicletas. Fica aqui minha indignação e apelo aos ciclistas que reivindiquem mais respeito às mulheres ciclistas.     

Um comentário:

Rogério Leite disse...

Infelizmente isso ainda acontece. Existem estudos que mostram que a qualidade de vida das cidades pode ser associada a quantidade de mulheres que pedalam nela. Por estarem envolvidas no dia a dia das casas, elas quando podem e a cidade oferece condições, são as que mais usam as bicicletas em curtas distâncias, para ir na padaria, na farmácia, etc. A presença delas pedalando na cidade mostra o grau de civilidade e segurança do ambiente. Pena que ainda sejamos ainda machistas de carteirinha. Só perdemos de ver mais delas pedalando quando tornamos o ambiente mais agressivo!