Guias

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Pára-lamas para quê?

Muitos acessórios que eram comuns a qualquer bicicleta estão em desuso, e isto porque são muitas vezes confundidos como algo retrógrado ou estão muito além dos padrões de design estético. As bicicletas esportivas, MTB ou Speed, tomam cada vez mais espaço entre os usuários urbanos e empurram as clássicas bicicletas de passeio ao plano inferior. Originalmente as bicicletas se tornaram atraentes e charmosas por seus acessórios chamativos e reluzentes. Os diversos penduricalhos eram usados como forma de atrair mais mercado. E assim está desaparecendo o protetor para correntes, retrovisores, a cestinha, o selim grande e macio, a buzina ‘trim’, e também o pára-lama. O uso urbano de bicicletas MTB está em alta, e aquelas peças úteis estão em baixa. Engraçado como a bicicleta se diferencia nesse aspecto. Carros e motocicletas esportivas não abandonam seus principais acessórios e, ao contrário, aperfeiçoam o ‘design’ para a utilidade necessária. Já as bicicletas estão cada vez mais peladas ou, de modo mais estilizável, estão mais ‘naked’. Sou fã de acessórios que são úteis. Outro dia vi uma ‘speed’ com pára-lamas, achei-a lindíssima! Tenho apenas um dos pára-lamas em minha bicicleta, pois o dianteiro não se tornou adequado devido ao tipo do garfo. Além de sua utilidade, encaro essa peça como um diferencial entre tantas outras nos casos de um furto, por exemplo. Cito aqui algumas das vantagens que encontro para o uso de pára-lamas: Não prejudica desempenho, prolonga a vida útil de vários componentes da bike (coroa, corrente, catraca, cubos), evita o incômodo de contato com sujeiras ou lama em roupas e no próprio quadro, conforme o tipo da peça reduz sensivelmente a freqüência de lubrificação de corrente, em tempos de chuva são eficazes em evitar aquela ‘lameação’ nas costas... Uma orientação é mantê-los sempre bem fixados ao conjunto a fim de evitar barulhos enfadonhos.

2 comentários:

Rogério Leite disse...

Pois aprecie o que tem de melhor em bikes retrô no site do ECOVELO (www.ecovelo.info). E eles têm um bocado de links para fabricantes de pérolas para pedalar elegante. Concordo que o paralama tem sido tirado. Eu ainda não encontrei um para a minha que satisfizesse meu senso estético (até porque uso garfo amortecido na dianteira). Assim como um bagageiro. Aliás, creio eu que falta mesmo senso estético nas peças ADICIONAIS. Tudo parece adaptado. O bagageiro eu até achei, mas exigia que o quadro tivesse um certo tipo de furação, e o meu não tinha. Esperar para a próxima bike! O paralama bom seria aqueles antigos e eficientes. Mas a futação tb não existe. Tentam me empurrar os de plástico para MTB, que servem para fazer de conta! Vou esperando o dia em que montarei a nova com tudo que desejo na velha!

DJANILSON disse...

Muitas maravilhas mesmo estão nesse site. Também creio que ainda falta criatividade para o segmento de pára-lamas no mercado por aqui. Dificilmente se encontra alguma peça que tenha um ajuste perfeito para as MTB, quando dá certo fica desproporcional ao modelo...chato isso!