Guias

sábado, 4 de setembro de 2010

O raio quebrou, e agora?

Aconteceu comigo! Essa é uma ocasião rara, mas aquele passeio que ia tão bem, de repente ocorre um estalo e a roda parece desalinhada. É um raio quebrado! Você precisa parar de imediato ou vai piorar a situação de todos os outros raios. Se não quiser voltar empurrando, existe uma solução, afinal você não dispõe de peça substituta e nem de mecânico no meio do caminho. Então, aqui vai uma solução ‘gambiarra’ ou ‘quebra-galho’ como queiram! Só há um probleminha, você vai precisar de uma chave de raios, no mínimo! Portanto, o ideal é ter sempre uma dessas guardada em sua bolsa, além de um raio de tamanho adequado ao aro e um niple caso opte por trocá-lo ali mesmo! Lembre-se que raios fixados no lado direito do cubo puxam o aro para direita e os fixados na esquerda puxam o aro para a esquerda. Outra coisa, ao girar a chave de raios no sentido horário, você aperta o raio. Girar no sentido anti-horário, você afrouxa o raio! Lembrando que vamos fazer um ‘quebra-galho’ apenas, pois o correto mesmo seria a troca do raio. Como isso exige um pouco mais de perícia, vamos dar uma pequena alinhada para seguir em frente! Primeiramente localize o raio, se não puder retirá-lo é só prendê-lo com fita ou fio no raio mais próximo. Se um raio da direita (por exemplo) se quebrar, você deve soltar os dois raios vizinhos da esquerda e apertar os dois vizinhos mais próximos da direita, para que a roda se desloque para a direita, entrando em alinhamento. Usando as sapatas do freio como referência de alinhamento, você deve ir revezando lentamente entre os raios dando um quarto de volta com a chave de raios ( aperta um, afrouxa outro, aperta um, afrouxa outro). Com calma e devagar o aro vai se alinhando! Um último lembrete, como não foi realizado substituição do raio é importante saber que a roda está enfraquecida. Volte para casa devagar, marchas leves, evite pedras e buracos e nada de pedalar em pé para não forçar o conjunto. Muito bem, o melhor mesmo é que não aconteça, mas se acontecer já sabe como se virar!

4 comentários:

Rogério Leite disse...

DJ... Vc está falando de MTB ou SPEED neste post? ...sei que desalinha, mas dá para rodar um pouco (20-30km) com ele quebrado - prende ele noutro raio para não ficar batendo mas segue! Já precisei umas 3 ou 4 vezes, rodei, desalinhou, troquei, realinhou, pronto! È minha mesma roda com quase 6.000 km rodados, e continua em cima!... Não deve ser o RECOMENDADO, mas não acho realmente critico!

DJANILSON disse...

Boa pergunta Rogério, na verdade se fosse em minha Speed a coisa seria mais complicada, pois ela possui outro modelo de raiação(raiação a dois). Mas ocorreu na MTB e, por ela ter uma raiação a três ficou mais simples resolver. E, como vc falou, até dá pra seguir em frente dependendo se ocorreu na roda dianteira, traseira,do lado direito, ou do lado esquerdo onde está a catraca. Dependendo do local onde quebra, há maior ou menor tensão sobre os outros raios e isso pode inviabilizar o movimento da roda!

Rogério Leite disse...

Realmente Dj... nas vezes que quebrou raios comigo, foi na roda dianteira. Acho que se fosse na traseira seria bem pior, apesar de que meu pneu traseiro é balão e roda com 60lbs, distribuindo meu "corpitcho de bailarino espanhol" em uma área maior para ficar mais confortável. E reduzindo a pressão nos raios. Pode ser que em outras situações, parar e improvisar algo como vc sugeriu fosse mais do que necessário, mas obrigatório!

DJANILSON disse...

Valeu Rogério!