Guias

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Pedalagem Noturna: O retorno

Algum tempo atrás tentei o hábito de realizar meus passeios durante a noite, mas foi fracassado em virtude de alguns imprevistos em meus horários e de outros cicloamigos, daí abandonei a idéia por algum tempo. Fiquei realizando por um bom período a pedalada vesperal durante a semana, e aos domingos no início da manhã. Os passeios noturnos são diferentes em muitos aspectos daqueles realizados em pleno dia. A responsabilidade e atenção no trânsito redobram, os equipamentos e sistemas da bicicleta necessitam sempre estar em ordem com mais atenção, a sinalização adequada do conjunto ciclista/bicicleta não pode ser relegada, o trecho precisa ser muito bem conhecido e, além disso, o grupo precisa estar experiente para acolhimento de novos “aspirantes”. Diante dessas minhas exigências fiquei à espreita de novas oportunidades para retornar às “pedalações notúrnicas” ( neologismo que dei para fazer uma analogia aos embalos da noite ... ha ha ha). E essa chance surgiu através do convite de um ciclista bastante experiente. Em uma conversa informal, o amigo Gilson relatou seus passeios na noite e eu, de pronto, coloquei-me à disposição para acompanhá-los no que fui aceito. Ótimo, não mais estava no grupo dos excluídos. Apressei-me para o encontro marcado às 19hs no ponto das frutas do Bairro Santa Delmira. Ao chegar me deparo com o grande França, pessoa formidável com o qual já havia pedalado noutra ocasião, e que já estava no local. Em seguida, chegam Bebega e o Gilson, um outro não apareceu. Apresentações à parte, é hora de checar tudo, sessão de alongamentos e partir. Não nego que fiquei um pouco apreensivo pelo fato do roteiro atravessar toda a cidade e em avenidas movimentadas, assim como o receio de não ter fôlego para acompanhar lado a lado os noctívolos ( que voam de noite) da bike, como outro colega havia me referenciado.


da esq. p direita: Bebega, Gilson, França(o cara da ração humana) e eu.


Encarei os feras e ... num é que deu tudo certinho!? Foi perfeito. Galera boa de papo, conscientes e responsáveis no trânsito, o ritmo de pedalada foi muito bem proveitoso com média de 21km/h em 35 km percorridos, em resumo tô dentro para a próxima. Turma boa essa! Parabéns a vocês meus caros cicloamigos, e agradeço pela acolhida sensacional!

2 comentários:

Rogério Leite disse...

DJ, quando vier a Recife, aproveite conheça os vários grupos da cidade. Terça a noite, tem 2, que reunem 200, 300 ciclistas se o tempo estiver bom. È o dia do Corujaqueira e do CicloAdventure. Quarta é dia do Maré Bikers. Quinta, sai o Corujaqueira e o CicloAdventure, mas em passeio turbinado. Nos demais dias não temos nada a noite. È muita gente rolando de bike pela cidade, em passeios de 30kms. A velocidade é baixa na terça, média na quarta e alta na quinta (que alias tem quilometragem maior tb). Vc vai gostar!

DJANILSON disse...

Agradecidíssimo pelo convite, Rogério! Pode deixar! Na próxima visita ao Recife estarei com minha bike a tiracolo! Abçs.