Guias

quinta-feira, 8 de abril de 2010

SÃO TANTAS EMOÇÕES !

Hoje realizei minha pedalada do jeitinho que mais gosto: com a melhor companhia, clima agradável e nublado sem chuvas, trânsito leve, sem aclives, roupas comuns, sandálias, etc, etc... Entretanto, o mais marcante é verdadeiramente meu companheiro de pedal, isso eu preciso destacar. Adoro pedalar com esse carinha. Confesso que ele ainda não tem muito jeito pro pedal, mas é um apaixonado por bicicletas... Até já lhe dei uma bicicleta de presente que é seu mimo preferido. Pois bem, observando o céu, Sol encoberto pelas nuvens, vento fraco e já era fim de tarde...pensei...que vontade de pedalar!!! Não tive dúvida, chamei-o e ele prontamente disse: Vamos, agora né? ....Isso aí garoto, disse eu!. Bike limpinha, pneus calibrados e saímos daqui de casa. Confesso que ele não é muito de conversa quando estamos passeando de bicicleta, parece querer aproveitar cada paisagem em sua volta. Como havia dias que saímos para um pedal juntos, pensei até que sairia alguma conversa a mais... que nada, o cara gosta mesmo é de curtir o passeio e, com poucas palavras e muitos sorrisos, me deixa descobrir seu espírito aventureiro de alegria. Fico contagiado com tanta emoção que ele me passa, e aquilo tudo me envolve a cada oportunidade de pedal juntos. É indescritível! Procurei passar por lugares menos habitados, com mais vegetação, animais a serem avistados, e pouco trânsito! ... Eu ainda posso desfrutar de tudo isso bem perto daqui onde moro! O pedal durou pouco mais de trinta minutos, mas sempre que acontece é algo que vale por horas pedalando. No retorno, há sempre uma discordância... Isto sempre ocorre, já me acostumei. Eu preciso voltar e ele quer continuar, mas sempre acabo lhe convencendo. Ao fim do pedal, percebo sempre o sorriso de prazer estampado em nossas faces por mais um dia aproveitando juntos daquilo que mais amamos. Gostamos de estar juntos por aí observando as pessoas, apreciando a brisa no rosto, trocando palavras, curtindo a vida do nosso jeito, e uma bike, é claro! Ele se chama Daniel, meu filho caçula de apenas dois anos e está sempre a postos quando o destino é pedalar... Obviamente ele vai sentadinho em sua cadeirinha própria e a cada passeio é sempre assim... São tantas emoções!!! Byye...Bye

6 comentários:

Rogério Leite disse...

Belo post, DJ! E ainda terás mais um ciclista na família...

DJANILSON disse...

Então Rogério, aqui cada um já tem sua bicicleta! Muitas vezes saímos todos juntos! Realizar uma viagem no futuro dessa maneira não está fora de nossos planos! Gde Abç.

Graziela Rebouças disse...

Adorei o texto! Eu, meu marido, minhas filhas(8 e 2 anos)sempre damos nossas pedaladas pela cidade e elas se divertem demais...

DJANILSON disse...

Graziela, fico muito feliz quando vejo uma família envolvida numa atividade assim tão saudável.São momentos únicos.Eu, minha esposa e meu filho caçula também saímos por aí vez por outra. Continuemos pedalando ... Abçs

Lowfill Tarmak disse...

Eh! Que texto legal! Parabens para Daniel e suas pedaladas com o pai.

Por acá com saudades de voces.

DJANILSON disse...

Eh amigo Diego, quanta saudade de vc também!Daniel, já tá pegando o jeito nas pedaladas...hahah Sinto-me orgulhoso de sua visita ao blog, um imenso abraço e muito sucesso pra vc aí, ok!