Guias

domingo, 25 de julho de 2010

Conhecendo o escafóide!

Foi por mera casualidade que a importância deste assunto veio à tona. Um amigo motociclista relatava sobre a importância no uso de luvas para proteção de suas mãos acrescentando que este acessório sempre lhe ajudou a minimizar traumas e danos em alguns acidentes sofridos. Entretanto, confessou ele, um dos grandes problemas sofridos em sua mão adveio durante um passeio de bicicleta em que estava sem luvas e, talvez por pura falta de sorte, fraturou o escafóide numa queda aparentemente sem gravidade. Certamente, nesse momento, as luvas não o impediria do traumatismo sofrido, mas poderiam diminuir os ferimentos na pele também ocorridos. Foram longos meses de recuperação com gesso, cirurgia e fisioterapia. Pois bem, tombos sempre podem acontecer e a primeira reação durante a queda é proteger-se do impacto ao solo com as mãos espalmadas. É nesse momento que sujeitamos esse pequeno osso da mão à sua sorte. Na verdade, mais da metade das ocorrências de fraturas dos ossos da mão se devem ao osso escafóide. Ele se situa na primeira fileira dos ossos da mão e bem próximo ao punho, qualquer fratura mínima se reflete por dor intensa com possibilidade de complicação quando não bem diagnosticada ou devidamente corrigida. Eis aí o grande problema! Os sintomas iniciais comumente são vistos como uma torção na articulação do punho, os raios-X nem sempre mostram de imediato a localização exata da fratura podendo resultar atraso na recuperação. Aliás, esse ossinho é muito pouco irrigado e isso dificulta sua consolidação. Como o objetivo aqui não se trata de esclarecimento técnico, mas de advertência numa hora necessária, acho importante que todo e qualquer caso de queda que apresente uma dor continuada na altura do punho seja levada ao conhecimento de um ortopedista com especialidade para o devido diagnóstico evitando assim seqüelas futuras.
 
FOTO MOSTRA PALPAÇÃO DA TUBEROSIDADE DO ESCAFÓIDE E A OUTRA LOCALIZA O OSSO FRATURADO

2 comentários:

Rogério Leite disse...

Ih DJ... acho que meus dois escafóides já eram! Depois de umas duas quedas, meus punhos não são mais os mesmos. Não estão inchados, nem ficaram vermelhos, mas ambos estão permanentemente doloridos justamente no lugar em que vc mostrou! Devo me preocupar de estarem quebrados ou pode ser apenas uma luxação ruinzinha de curar? Em tempo, não tomei nada, só coloquei gelo e cataflan na queda, será que devo ir atrás de um especialista?

DJANILSON disse...

Rogério, acho que seria bom uma checagem por especialista. Aí mesmo em Recife há uma clinica especializada e deve haver outras. Vai aí o link para acessar: http://www.sosmaorecife.com.br/page18/page36/page31/page31.html