Guias

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Onde deixar minha bike?

Imagine-se indo ao supermercado com sua bicicleta, procurando por aquele local mais adequado para guardá-la como habitualmente faz e ao retornar de suas compras se surpreende com a falta de sua magrela! Sua bicicleta sumiu e o que fazer? Essa situação foi vivida por Cristina de Melo que relata em Clube de Cicloturismo detalhadamente toda sua batalha jurídica para reaver seus direitos. Apesar dos resultados aparecerem após quase três anos, ela insiste para que ninguém desista da luta por seus direitos. Não é muito raro encontrar pessoas que desistem de sair pedalando para o centro da cidade, shoppings ou supermercados para realizar compras em virtude da insegurança do local. Observando pelas ruas centrais das cidades fica claro a ausência de bicicletários seguros e vigiados, daí só resta encostá-la em qualquer poste e acorrentá-la. Eu, por exemplo, não me arrisco nessa atitude! No mundo dos carros não há lugar nem para se guardar uma bicicleta em segurança. Portanto, ao estacionar sua bike tenha em mente as seguintes recomendações: Em primeiro lugar, a nota fiscal de sua bicicleta é um instrumento valioso para eventuais reclamações de direito. Segundo, tenha sempre fotos atualizadas de sua bike. Terceiro, sempre procure locais onde haja vigilância e, se possível, dotados de câmeras vigilantes(embora muitas vezes a empresa esconde imagens para dificultar a confirmação de sua bike estacionada). Quarto, não desperdice muito tempo ao deixar sua bicicleta largada solitariamente e longe de seus olhos. Quinto, procure utilizar peças de bloqueio seguras, sejam elas correntes, elos, cadeados ou outro método. E por fim, caso tenha sua bicicleta roubada em qualquer estabelecimento ou Shopping Center com estacionamento privativo, guarde sua nota de compra efetuada naquele local, efetue o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia mais próxima, fotografe o local do roubo e acione o Juizado de Causas Especiais para reparação de danos. Desta forma, o trabalho jurídico estará mais consolidado e facilitará seu advogado nas petições necessárias. No mais, sugiro que devemos estar atentos às manifestações em favor da criação de bicicletários seguros no comércio em geral. A indignação pública, neste tocante, é o que pode garantir mais respeito aos usuários.

2 comentários:

o mar e a brisa do prazer de aprender disse...

Informações úteis e necessárias.abraços

Alex Lume disse...

Acredito que a ausência de biciletários no comércio e em alguns logradouros públicos, seja provocado pelo pouco valor econômico que a bicicleta representa para maioria; justamente por isso, inclusive para muitos usuários de bicicletas, quando são vítimas de furtos ou roubos não se importam em prestar queixa e fazer registro em B.O. Sendo assim, tem-se poucas informações desse tipo de ocorrência junto aos órgãos de segurança pública. Reivindicar o direito ofendido, nesse caso, também é bom sinalizador para que políticas públicas sejam adotadas em favor dos usuários de bicicletas.